Opções de comunicadores instantâneos (que eu uso!)

Resumo:

  • Por conta do recente auê (justificado) gerado pela mudança dos termos de uso do WhatsApp, resolvi apresentar 5 alternativas que eu uso regularmente: Telegram, Signal, o protocolo XMPP (que uso via os aplicativos Gajim e Conversations), a rede Matrix (que acesso usando o Element) e o Delta Chat.
  • Falo brevemente sobre cada um deles e apresento links para mais detalhes.

Alerta de parcialidade!!!

Eu elenco aqui aplicativos e serviços que eu uso e gosto. Essa não é uma relação imparcial do universo de comunicadores instantâneos: deixei vários de fora e ela está bem longe de ser completa (tem uma lista com mais opções na Wikipedia). Por isso, caso você discorde do que eu apresento aqui, não tem problema! Se quiser, podemos até discutir o assunto. Comente lá no final do texto ou entre em contato comigo usando o formulário da página inicial. Quem sabe eu descubro mais algum comunicador que nem sabia que existia? 🙂

Comunicando há muito tempo

Eu adoro comunicadores instantâneos e os uso há muito tempo. E quando falo muito tempo eu quero dizer usar o IRC no Laboratório de Computação Científica da UFMG em 1994, antes mesmo da Internet comercial ter chegado ao Brasil. De lá pra cá, muita água passou embaixo da ponte. vários comunicadores surgiram, alguns morreram, outros evoluiram e outros continuaram praticamente do mesmo jeito. O WhatsApp está nesse último grupo, tendo recebido muito pouco carinho, desde que foi adquirido pela facebook. Afinal, pra que inovar se o seu produto é o mais usado? 🤑 E agora que as pessoas, insufladas por uma série de informações desencontradas, se deram conta de que os termos de uso do WhatsApp são abusivos (falo sobre isso nessa publicação), começou uma procura por outros comunicadores (na verdade, principalmente dois: Telegram e Signal).

Só que existem outras opções bem interessantes. Por isso, resolvi compartilhar aqui algumas dessas opções que eu uso atualmente, explicando brevemente cada uma delas e deixando links para vocês conhecerem melhor. Ah, um detalhe. Existe uma diferença entre a rede de comunicação e o cliente que acessa essa rede. Os programas que usamos são os clientes e esses acessam as redes. Existe alguma confusão aqui porque várias redes são acessáveis somente por seus clientes, como é o caso do WhatsApp, Telegram e Signal. Por isso, na listagem abaixo, tem horas que eu falo da rede e tem horas que eu falo do cliente.

Dança dos famosos

Vamos começar com as famosonas. A característica comum entre elas é que, assim como o WhatsApp, são baseadas em um servidor centralizado, controlado exclusivamente por seus proprietários.

Talvez o nome mais famoso depois do WhatsApp, o Telegram é um aplicativo cheio de recursos e com várias vantagens do ponto de vista funcional. Eu gosto muito dele justamente por essas características e, atualmente, é o comunicador que eu mais uso. Cito algumas das suas funcionalidades:

  • Pode ser usado, simultaneamente, em vários dispositivos diferentes e é possível ter mais de uma conta instalada no mesmo cliente;
  • permite a criação de um nome de usuário; dessa forma, se você precisar passar o seu contato para alguém ou para entrar em algum grupo, pode passar o nome de usuário e não seu número de telefone;
  • permite a edição e exclusão de mensagens enviadas;
  • permite acrescentar mais recursos através do uso de scripts que funcionam como "robôs" digitais, chamados de bots;
  • armazena os arquivos enviados em sua nuvem própria, que permite a sua recuperação a partir de qualquer um dos dispositivos utilizados (inclusive via web);
  • seus grupos podem ter até 200.000 pessoas e permitem que novos membros tenham acesso às mensagens enviadas antes deles entrarem nos grupos (veja aqui os outros limites da plataforma);
  • possui (desde muito antes do WhatsApp) uma infinidade de "figurinhas" (chamadas de stickers), organizadas em pacotes, várias delas, animadas;
  • permite a criação de "canais", que são locais de divulgação de informação similares às listas de distribuição do WhatsApp, mas com várias opções nativas interessantes, como a opção de permitir que sejam assinados e também de aceitar comentários, além de gerar, automaticamente, uma página web que permite que pessoas que não possuam o Telegram acessem seu conteúdo;
  • e mais um tanto de outros recursos, que estão sempre em atualização.

O Signal está se tornando o novo queridinho dos migrantes do WhatsApp. Ficou conhecido há uns anos atrás por ser a indicação do Edward Snowden como o comunicador que ele usa, por sua segurança. E teve seu novo momento de fama ao ser recomendada, no início desse ano, pelo bilionário Elon Musk. Curiosamente, quando o Snowden indicou, pouca gente deu bola e tratou o aplicativo como "coisa de nerd", já a indicação do Musk, fez sua popularidade explodir, porque, claro, opiniões de bilionários são muito mais assertivas do que a de pessoas que trabalham há anos com computação. 🤔

Em matéria de funcionamento, o Signal utiliza a mesma lógica do WhatsApp e do Telegram, ou seja, um servidor centralizado acessível somente a partir do seu cliente próprio. O diferencial do Signal é que ele coleta o mínimo de dados possível dos seus usuário, garantindo uma melhor privacidade. Entretanto, apesar de ter conta lá, é uma rede que eu praticamente não uso. Na minha opinião, ele perde em funcionalidade para o Telegram e perde em segurança e privacidade para as outras opções que apresento abaixo. Ou seja, pro meu uso, fica meio no limbo.

Os melhores aplicativos dos quais talvez você nunca tenha ouvido falar

E agora para as ilustres redes desconhecidas, mas, na minha opinião, muito mais inovadoras, versáteis e seguras. O grande diferencial dessas redes é que você pode instalar seu próprio servidor para cada uma delas (com exceção da última, a qual - !!!SPOILER!!! - nem precisa de servidor!!!). Isso pode representar um controle bem maior dos seus dados.

XMPP XMPP:

Diferente dos anteriores, o XMPP não é um comunicador, mas, sim, um protocolo de comunicação sobre o qual foram construídos vários serviços (como o Jabber) e aplicativos (como o facebook Messenger e o Google Talk, que virou Hangouts, agora é Google Chat e sabe-se lá Deus o que virá depois).

O interessante desse protocolo é que, por ele ser aberto, permite a criação não só de clientes (ou seja, aplicações) como também de servidores. Na prática, você pode instalar um servidor XMPP próprio e conversar com qualquer outra pessoa de qualquer outro servidor XMPP. Ou pode simplesmente instalar um cliente e usar qualquer um dos vários servidores já existentes. Essa página lista diversos clientes para essa rede. Para GNU/Linux, eu recomendo o Gajim (que é o que eu uso atualmente) e o Psi+ e para Android, o maravilhoso Conversations. Para o Windows eu não tenho a menor ideia de qual está melhor atualmente.

Quem quiser experimentar essa rede, pode usar um desses clientes e criar um usuário no servidor vilarejo.pro.br, que é aberto e gratuito.

A Matrix é uma rede relativamente nova, que veio com a proposta de ser distribuída e primar pela privacidade. Assim como no protocolo XMPP, também é possível instalar o seu próprio servidor Matrix, o que torna a sua comunicação ainda mais segura.

Uma característica bem interessante dessa rede é que é possível conectá-la a outras redes e mídias sociais, usando um recurso chamado bridge (literalmente, "ponte"). Dessa forma, a partir da Matrix, é possível conversar com pessoas que utilizem o IRC, o Telegram, o Signal e até algumas mídias sociais, como o Mastodon, o Instagram e o Twitter (entre várias outras).

Também existem diversos clientes para essa rede, tanto para desktop/notebooks quanto para dispositivos móveis. Eu uso, e recomendo, o Element, um aplicativo bonito e cheio de recursos que tem versões para todos os sistemas operacionais modernos.

Esse talvez seja o mais diferente e inovador de todos esses comunicadores. Não por ter criado algo novo, mas sim por se utilizar de um serviço que vem dos primórdios da Internet: o e-mail. Isso mesmo! Não existe uma "rede" Delta Chat. Ao contrário disso, ela se utiliza dos serviços de e-mail pra enviar e receber mensagens.

Isso abre um precedente sensacional, pois você pode, inclusive, conversar com pessoas que nem utilizem o Delta Chat. Quando você mandar uma mensagem pra essa pessoa, ela vai receber direto na sua caixa de correio e pode te responder a mensagem como se estivesse respondendo a um e-mail (e você vai receber o retorno no seu cliente Delta Chat.

E, pra minha sorte, o meu amigo e companheiro de explorações digitais, Sérgio F. Lima, escreveu um ótimo artigo sobre esse comunicador. Então nem preciso falar mais nada. Corre lá, porque vale a leitura. 🙂

Bom, é isso, espero ter ajudado a abrir seus horizontes em relação a opções de comunicador instantâneo. Eu recomendo que você experimente todos e veja qual é mais adequado para seu estilo de comunicação. Com certeza algum deles vai te agradar (ou, talvez, alguns). 🙂 E fique à vontade para comentar suas impressões. Ou, se quiser testar algum deles comigo, é só entrar em contato usando o formulário da página inicial e combinamos isso.