Prevenção de lesões por esforço repetitivo com um software livre

Um dos problemas que afligem os usuários de computador é a perda da noção de tempo de trabalho. Com isso, muitas vezes trabalhamos horas à fio sem nos darmos conta disso. O resultado final vai desde dores passageiras nas costas até questões mais sérias, como as chamadas Lesões por Esforço Repetitivo. Se você usa um monitor CRT então, acrescente à lista de problemas o cansaço visual.

E hoje eu vi um artigo escrito pela Joaninha no Ladybug Brasil justamente comentando sobre isso e indicando um software livre chamado HealthKeeper. Lembrei-me então de um programa que eu usei há algum tempo aqui no GNU/Linux. O problema é que eu não lembrava de jeito nenhum o nome da criatura (já o havia procurado há algumas semanas, quando fui acometido de dores nos braços). Mas estimulado pelo artigo, resolvi combinar uma série de palavras-chave no sítio de buscas e finalmente (re)encontrei o bicho. O nome dele é Workrave.

O funcionamento do programa é simples. Ele possui três contadores regressivos, um para micro-pausas, um para pausas longas e outro para limite diário de uso. Assim, de tempos em tempos o programa avisa quando é hora de dar uma paradinha nas atividades. Esses contadores são totalmente personalizáveis, ou seja, você define exatamente o intervalo entre as pausas e quanto tempo elas devem durar. Inclusive você pode desabilitar os contadores que não interessam (por exemplo, eu não uso as micro-pausas). Além disso as pausas podem ser adiadas temporariamente e você pode controlar a forma como elas atuam, que pode ser desde avisos na tela até o bloqueio da área de trabalho.

Se você trabalha em mais de um computador e eles estão conectados em rede, você pode definir que um deles funcione como servidor e controle o seu tempo. Assim, cada vez que você abrir o seu perfil em qualquer máquina, ela se conecta a esse servidor e recupera as suas estatísticas de uso. Pra quem está se recuperando de algum problema de LER, um controle rígido de uso é fundamental e esse recurso vem bem a calhar.

Por fim, o programa tem um recurso bem simpático. A cada pausa ele mostra uma janela com uma série de exercícios de alongamento que você pode fazer enquanto espera o seu tempo de voltar à atividade.

Além de ter o seu código-fonte disponível, o Workrave pode ser encontrado nos repositórios das principais distribuições GNU/Linux. Apesar de ser construído com a biblioteca de desenvolvimento GTK, que é mais integrada para uso no GNOME, o Workrave funciona muito bem no KDE (inclusive na versão 4). Inclusive existe um software para o KDE, chamado RSIBreak. Mas a versão atualmente disponível no Debian Lenny, não funciona no KDE 4. Até encontrei uma versão no repositório experimental, mas não consegui fazê-la funcionar direito aqui.

Ah, e tem também uma versão para Windows, o que é muito interessante. Afinal se o usuário já tem que sofrer para usar esse (suposto) sistema operacional, não é justo que sofra de LER também, né?