Perda, recordações e sentimentos

Na noite de 2 de dezembro desse ano eu perdi o meu pai. Fiquei pensando no que escrever aqui, para falar sobre o assunto. Pensei em recordar momentos da minha infância, sempre ligada a ele, pensei em escrever uma mensagem mais amorosa… Mas vi que nada disso estava funcionando do jeito que eu queria.

Resolvi então deixar uma homenagem simples a essa pessoa que, também em sua simplicidade, foi tão importante foi na minha vida. Que ele possa estar bem em sua nova jornada e que fique tranquilo, pois, apesar da dor do momento, nós que aqui ficamos faremos o possível para continuar a nossa vida da melhor forma possível. A saudade às vezes aperta, mas é bom saber que ela existe, pois é sinal que as recordações são boas. Fica a tristeza dos momentos não vividos, das alegrias não compartilhadas, das palavras não ditas… Fica também a certeza de que a vida é cheia de "e se?…", e a certeza ainda maior de que nunca saberemos quais seriam as outras possibilidades. Somente aquelas que escolhemos viver.

Segue em paz, meu pai. E que Deus e os bons espíritos possam guiá-lo em sua nova jornada. É o que deseja, com muito amor, o seu filho…