Do primeiro LaKademy a gente nunca se esquece…

Logo do LaKademy 2016Nesse ano eu tive o prazer e a honra de ser convidado para participar do meu primeiro LaKademy. Pra quem não conhece, essa é a conferência de usuários e colaboradores do KDE na América Latina. O evento desse ano aconteceu no Rio de Janeiro, nas dependências da UNIRIO, que fica no belíssimo bairro da Urca, bem aos pés do bondinho do Pão de Açúcar. Pois é… E nem foi dessa vez que eu realizei meu desejo de andar nele…

Como (ainda) não tenho cacife pra ser desenvolvedor, participei em duas frentes no evento: tradução e promoção. Em relação ao primeiro tema, eu, a Aracele Torres e a Camila Moura trabalhamos junto discutindo como poderíamos aprimorar o processo de tradução do KDE. Resolvemos partir de uma revisão de todas as traduções disponíveis atualmente, tanto das interfaces quanto da documentação. Isso se deveu ao fato de que várias aplicações contém trechos que foram traduzidos há muito tempo e nunca foram revisados, alguns, inclusive, anteriores ao último acordo ortográfico da língua portuguesa (de 2009). Outro objetivo dessa revisão é gerar uma memória de tradução atualizada e confiável, que será disponibilizada publicamente ao final do trabalho.

Ainda em relação a esse tema, discutimos a manutenção de um glossário de termos, com o objetivo de dar consistência às traduções. É comum, por exemplo, encontrarmos termos que são traduzidos de formas diferentes, às vezes dentro do próprio programa. Nesse ponto tivemos uma feliz surpresa. Após definirmos que usaríamos o Vocabulário Padrão (também conhecido como VP) como referência, descobrimos que o criador da versão atual é o Fernando Boaglio, coordenador da equipe de tradução do KDE para o Português do Brasil. Isso simplificou bastante o trabalho, pois conseguimos acesso ao termos atualmente vigentes no sítio do VP, bem como ao código-fonte da aplicação onde ele roda. Teremos como trabalho agora normatizar esses termos para que eles possam ser livremente utilizados e planejamos uma ferramenta web que seja capaz não só de permitir a consulta aos termos, como também baixá-los na forma de um glossário, que poderá ser utilizado no Lokalize para futuras traduções. E a bola desse desenvolvimento nós passamos para o Henrique Sant’Anna (quem mandou ele ficar perto da gente?) ;-)

Já em relação à promoção do KDE, tivemos uma manhã intensa de discussões sobre o que fazer para melhorar o envolvimento das pessoas com o projeto e a sua divulgação. Entre as várias propostas, um dos consensos foi o de termos uma participação mais ativa não só nos grande eventos, como o FISL e o Latinoware, mas também em pequenos eventos locais e no FLISoL. E teremos também nesse ano as comemorações do aniversário de 20 anos do KDE, com propostas de atividades especiais, entre elas a produção de um vídeo sobre o projeto. Ah, e já fechamos a cidade do LaKademy 2017: Belo Horizonte! Inclusive com um local definido (e já confirmado): será nas dependências do campus I  do CEFET-MG, no bairro Nova Suiça. O local já está confirmado, agora é trabalhar na organização do evento.  \o/

Bom, como comentário final, eu adorei o evento! Foram dias frenéticos em que chegávamos por volta das 9:30h e nunca saíamos antes das 20:00h. E o clima era tão bom que nem percebíamos as horas passando. Além disso, foi uma oportunidade ímpar não só de poder colaborar mais diretamente com as pessoas envolvidas no projeto, mas também de podermos planejar os futuros procedimentos de localização do KDE. Com isso, podemos tentar garantir consistência e qualidade nas traduções, o que me deixou bastante animado com a perspectiva. E claro, é sempre um prazer enorme reencontrar meus bons amigos e amigas do KDE, especialmente depois de tanto tempo longe.  ;-)   E que venha logo o LaKademy 2017, porque já estou com saudades do povo!!!

Foto oficial, porque todo evento bacana tem que ter uma ;-)

Foto oficial, porque todo evento bacana tem que ter uma ;-)

Ajuda para construção de um abrigo para animais

Bom, essa mensagem é um pouco diferente das que eu normalmente coloco aqui. A minha esposa, em conjunto com outras pessoas, está ajudando uma protetora de animais aqui em Belo Horizonte a construir a sua casa em conjunto com uma série de dependências para acolhimento de animais. Mas pra isso elas precisam de dinheiro (ou de material para a obra). E com o objetivo de deixar o processo o mais transparente possível, ela construiu um blog onde serão divulgados o andamento da obra e o encaminhamento do dinheiro arrecadado. Segue abaixo a mensagem explicando com detalhes. Dúvidas podem ser enviadas diretamente para o blog (endereço abaixo), ok? :-)

===========================
Tereza é uma das mais antigas protetoras de animais de BH. Na casa onde mora, ela acolhe cães e gatos abandonados das ruas, realiza os cuidados necessários ao animal, o encaminha para castração e, em seguida, para adoção responsável. Atualmente existem cerca de cem animais sob sua tutela, sendo que muitos deles não conseguem ser adotados por estarem idosos, serem de grande porte ou apresentarem doenças crônicas ou deficiência física. E isso torna a sua vida muito complicada. Além disso, a casa onde atualmente é insuficiente e inadequada para abrigar os animais, além de não ser dela, pertence a familiares.

Felizmente, Tereza ganhou um lote para morar dignamente com esses cães e gatos enquanto eles aguardam adoção, bem como continuar cuidando daqueles que não atraem a atenção dos adotantes. Entretanto, devido a uma série de percalços envolvendo desonestidade de algumas pessoas contratadas para a execução da obra, esta está inacabada por quase cinco
anos. Diante disso, e da urgência da situação, um grupo de ativistas da causa de proteção animal, que conhecem a seriedade do trabalho da Teresa, resolveram assumir o andamento da obra. Mas pra isso, precisam de dinheiro. Algumas doações já foram efetuadas, mas ainda não é o suficiente para realizar toda a obra. E para dar total transparência a esse processo, foi criado um blog onde poderão ser acompanhadas todas as novidades relativas às doações e à construção. Lá também serão disponibilizados os detalhes de como contribuir com a obra. O endereço para acessar é:

http://larsolidarioblog.wordpress.com/

Por favor, acesse, conheça o trabalho e divulgue.

Qualquer dúvida ou outras ofertas de colaboração podem ser discutidas a partir do "Fale conosco", disponível no blog.

Astrofotografia mostrando Vênus e Mercúrio

Foto que tirei hoje de manhã mostrando Vênus (o objeto mais brilhante mais ou menos ao centro da foto) e Mercúrio (o segundo objeto mais brilhante). O legal é que joguei o horário on Stellarium e deu pra identificar todas as estrelas em volta. Deixo essa tarefa pra vocês se divertirem. ;-) (dica, a foto foi tirada em Belo Horizonte – MG – Brasil e a data/hora são 2016/02/02 – 05:56:22h)

thumbnail

#^https://hub.vilarejo.pro.br/photos/aracnus/image/aa63ab3aea0223102f065609d005cd8b5ed34a3416acb388d31dda4e23d73b9b

Ameaças ao modelo brasileiro de TV digital

Da série "Notícias que você não vai ver no Jornal Nacional", está rolando uma batalha pesada em Brasília em relação ao modelo do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD). Em resumo, o grupo que cuida da implantação do SBTVD, o GIRED (que só tem um representante do governo e o resto das empresas de telecomunicações) está tentando tirar a interatividade, que seria baseada no uso do middleware brasileiro Ginga, do modelo final. Na prática, tiraria a única coisa que diferenciaria a TV digital brasileira de qualquer outra TV comercial. A ideia da interatividade serviria para o governo levar uma série de serviços à população. Uma demonstração desses serviços pode ser vista aqui:




#^VIDEO DEMO UFPB EBC PILOTO
by eliacia on YouTube

E maiores detalhes sobre a ameaça a esse modelo pode ser lida nessa publicação da Amarc:

#^Decisão do GIRED pode arruinar o projeto de TV Interativa Brasileiro « Amarc Brasil

Há alguns meses, foi publicado na Cartal Capital um artigo intitulado “A Reinvenção da TV Digital Brasileira”. O artigo levanta a discussão da compra de receptores de TV Digital com interatividade, suportada pelo Ginga, a serem distribuídos para 14 milhões de beneficiados do Bolsa Família no desligamento da TV analógica (também conheci…

Peter Sunde e a Internet de verdade (spoiler: ela não é nada bonita)

Peter Sunde, um dos fundadores do Pirate Bay, fala, em uma ótima entrevista, da sua visão pessimista em relação à Internet. Uma visão que eu compartilho com ele já há algum tempo. Bom, saber que não é só paranoia minha. :-) Vale a leitura e o compartilhamento com aqueles que ainda acreditam que o capitalismo vai salvar o mundo. Tolinhos…

#^“Eu desisti”, afirma Peter Sunde, fundador do Pirate Bay

Image/photo

Um dos pioneiros no compartilhamento de arquivos online não está nada otimista com o futuro da internet.

Essena O’Neill e sua libertação das mídias sociais

Graças ao @Manuel Jiménez Friaza, eu conheci o sítio Cultura Inquieta. E lá encontrei essa matéria:

#^Cultura Inquieta – Una modelo de 18 años edita sus publicaciones en Instagram para mostrar la verdad tras las fotos

Image/photo

Una modelo de 18 años edita sus publicaciones en Instagram para mostrar la verdad tras las fotos

Pra quem quiser mais detalhes, o sítio da Essena é esse aqui:

#^Home

Image/photo

Charlotte: I think spending less time behind screens would have many benefits for me as well, but I find it so hard to make a commitment. I need the internet for studies/work and would be fine using it just or mainly for that, but the problem is that once I start clicking away I get sucked in. I might actually be a little bit addicted. Could you …

Achei o máximo a mudança que ela fez em sua vida. E acho que o @giac hellvecio vai gostar… ;-)

Solução (simples) pra quem não consegue entrar no SDDM após atualização do Debian Stretch

Quem usa Debian Stretch com a combinação KDE+Nvidia+SDDM teve uma infeliz surpresa após atualizar os drivers da Nvidia pra última versão e o pacote glx-diversions para a versão 0.6.0: o SDDM dá um erro (mais especificamente o erro é anunciado pelo sddm-greeter) e não aparece mais a tela de autenticação.

Depois de dar uma passeada na rede, achei uma solução bem simples e que resolve o problema: adicionar o usuário sddm ao grupo video. Parece que também é necessário adicionar o seu próprio usuário a esse grupo, mas como o meu já estava nesse grupo, foi só adicionar o sddm que tudo voltou a funcionar perfeitamente. Pra quem não lembra, pra adicionar o usuário ao grupo é só usar o comando abaixo (como root ou usando o sudo:

adduser sddm video

A dica veio desse bug aberto na Debian.