jun 052016
 

Logo do LaKademy 2016Nesse ano eu tive o prazer e a honra de ser convidado para participar do meu primeiro LaKademy. Pra quem não conhece, essa é a conferência de usuários e colaboradores do KDE na América Latina. O evento desse ano aconteceu no Rio de Janeiro, nas dependências da UNIRIO, que fica no belíssimo bairro da Urca, bem aos pés do bondinho do Pão de Açúcar. Pois é… E nem foi dessa vez que eu realizei meu desejo de andar nele…

Como (ainda) não tenho cacife pra ser desenvolvedor, participei em duas frentes no evento: tradução e promoção. Em relação ao primeiro tema, eu, a Aracele Torres e a Camila Moura trabalhamos junto discutindo como poderíamos aprimorar o processo de tradução do KDE. Resolvemos partir de uma revisão de todas as traduções disponíveis atualmente, tanto das interfaces quanto da documentação. Isso se deveu ao fato de que várias aplicações contém trechos que foram traduzidos há muito tempo e nunca foram revisados, alguns, inclusive, anteriores ao último acordo ortográfico da língua portuguesa (de 2009). Outro objetivo dessa revisão é gerar uma memória de tradução atualizada e confiável, que será disponibilizada publicamente ao final do trabalho.

Ainda em relação a esse tema, discutimos a manutenção de um glossário de termos, com o objetivo de dar consistência às traduções. É comum, por exemplo, encontrarmos termos que são traduzidos de formas diferentes, às vezes dentro do próprio programa. Nesse ponto tivemos uma feliz surpresa. Após definirmos que usaríamos o Vocabulário Padrão (também conhecido como VP) como referência, descobrimos que o criador da versão atual é o Fernando Boaglio, coordenador da equipe de tradução do KDE para o Português do Brasil. Isso simplificou bastante o trabalho, pois conseguimos acesso ao termos atualmente vigentes no sítio do VP, bem como ao código-fonte da aplicação onde ele roda. Teremos como trabalho agora normatizar esses termos para que eles possam ser livremente utilizados e planejamos uma ferramenta web que seja capaz não só de permitir a consulta aos termos, como também baixá-los na forma de um glossário, que poderá ser utilizado no Lokalize para futuras traduções. E a bola desse desenvolvimento nós passamos para o Henrique Sant’Anna (quem mandou ele ficar perto da gente?) 😉

Já em relação à promoção do KDE, tivemos uma manhã intensa de discussões sobre o que fazer para melhorar o envolvimento das pessoas com o projeto e a sua divulgação. Entre as várias propostas, um dos consensos foi o de termos uma participação mais ativa não só nos grande eventos, como o FISL e o Latinoware, mas também em pequenos eventos locais e no FLISoL. E teremos também nesse ano as comemorações do aniversário de 20 anos do KDE, com propostas de atividades especiais, entre elas a produção de um vídeo sobre o projeto. Ah, e já fechamos a cidade do LaKademy 2017: Belo Horizonte! Inclusive com um local definido (e já confirmado): será nas dependências do campus I  do CEFET-MG, no bairro Nova Suiça. O local já está confirmado, agora é trabalhar na organização do evento.  \o/

Bom, como comentário final, eu adorei o evento! Foram dias frenéticos em que chegávamos por volta das 9:30h e nunca saíamos antes das 20:00h. E o clima era tão bom que nem percebíamos as horas passando. Além disso, foi uma oportunidade ímpar não só de poder colaborar mais diretamente com as pessoas envolvidas no projeto, mas também de podermos planejar os futuros procedimentos de localização do KDE. Com isso, podemos tentar garantir consistência e qualidade nas traduções, o que me deixou bastante animado com a perspectiva. E claro, é sempre um prazer enorme reencontrar meus bons amigos e amigas do KDE, especialmente depois de tanto tempo longe.  😉   E que venha logo o LaKademy 2017, porque já estou com saudades do povo!!!

Foto oficial, porque todo evento bacana tem que ter uma ;-)

Foto oficial, porque todo evento bacana tem que ter uma 😉

out 202015
 

Quem usa Debian Stretch com a combinação KDE+Nvidia+SDDM teve uma infeliz surpresa após atualizar os drivers da Nvidia pra última versão e o pacote glx-diversions para a versão 0.6.0: o SDDM dá um erro (mais especificamente o erro é anunciado pelo sddm-greeter) e não aparece mais a tela de autenticação.

Depois de dar uma passeada na rede, achei uma solução bem simples e que resolve o problema: adicionar o usuário sddm ao grupo video. Parece que também é necessário adicionar o seu próprio usuário a esse grupo, mas como o meu já estava nesse grupo, foi só adicionar o sddm que tudo voltou a funcionar perfeitamente. Pra quem não lembra, pra adicionar o usuário ao grupo é só usar o comando abaixo (como root ou usando o sudo:

adduser sddm video

A dica veio desse bug aberto na Debian.