Como instalar a versão desktop do Telegram no GNU/Linux

Algumas pessoas que eu conheço usam o cliente do Telegram no GNU/Linux, mas sempre surge alguma dúvida de como instalá-lo. Apresento aqui uma descrição de como eu faço na Debian, de uma forma que não precisa de senha de root nem sudo.

Dessa forma é possível utilizá-lo em qualquer computador.

  • Crie um diretório bin no seu diretório home:

mkdir ~/bin

  • Verifique se existem as linhas abaixo no arquivo .profile que está dentro do seu home (normalmente elas vẽm por padrão em instalações Debian). Caso elas não estejam lá, acrescente-as.
    if [ -d "$HOME/bin" ] ; then
    PATH="$HOME/bin:$PATH"
    fi
  • Baixe a versão mais recente do Telegram a partir dessa página: https://desktop.telegram.org/ . Para esse exemplo, vamos salvar o arquivo no diretório /tmp. Você também pode já abri-lo diretamente com o programa de descompactação, caso queira.
  • Descompacte-a no diretório ~/bin criado anteriormente. Ele vai criar um diretório Telegram lá. Utilizando a instrução anterior como exemplo, o arquivo estará salvo no diretório /tmp e pode ser descompactado com a sequência de comandos abaixo (pode ser que o nome do arquivo seja diferente quando você fizer o download):
    cd ~/bin
    tar xvf /tmp/tsetup.1.0.29.tar.xz
  • Ainda no diretório ~/bin, crie o link simbólico para o executável do Telegram:
    ln -s Telegram/Telegram telegram
  • E pronto. Agora você já pode digitar telegram, no gerenciador de arquivos, no terminal ou no lançador de aplicações (acessível pelo Alt-F2) para abrir o programa. Ou pode criar um atalho para ele.
Posted in Comunicação, Documentação, Tecnologia and tagged , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.