20 anos do KDE com dois presentes maravilhosos

O projeto KDE faz 20 anos no dia 14 de outubro. E como parte das comemorações, foi produzido um livro digital (de distribuição gratuita) e uma bela linha do tempo (criada pela genial Aracele Torres).

Mais informações sobre o livro no blog do KDE-Brasil.

Lançado o livro “20 Years of KDE”! | KDE Brasil

Image/photo

SEP 5 2016 Enviado por camilaraw Para todos os gearheads desse mundo, a ocasião do Aniversário de 20 anos KDE traz consigo a tradicional, mas ainda não convencional, fatia do nosso bolo virtual –  nosso novo livro chamado “’20 Years of KDE: Past, Present and Future” (20 Anos de KDE: Passado, Presente e Futuro) vem como a cereja do bolo.Com …

Posted in KDE.

50 Comments

  1. agora que o Mate atualizou e voltou a não ter problemas, comecei de novo a usar ele, gosta da sua simplicidade e ao mesmo tempo do visual que proporciona, simples mas ao mesmo tempo concreto, completo e ..para a família inteira usar.

  2. …o problema de usar apenas UM durante um grande período de tempo e exatamente aquele de perder o que está acontecendo de bonito, o que está melhorando etc. nos outros que vc não está usando.
    E isso não é bom a meu ver.

  3. talvez a coisa melhor  é não misturar muito GTK  e Qt , acho mais  fácil dar problema exatamente nesse caso.

    eu nunca tive problemas pelo período de acho uns 3 anos já usando  na mesma maquina Mate e Xfce, então, podem conviver sim sem problema, mas depende muito do que vc está usando.

  4. É bem como @Fred falou.
    Na minha opnião até da para misturar vários Desktops (KDE, Gnome…), mas o preço é alguma lentidão e confusão. Basicamente por causa das bibliotecas e alguns ajustes que eles fazem. Sem contar do gdm, kdm… Para maior eficiência é escolher 1 mesmo.

    Sei que falaram mal aí… Mas uso i3wm e sou feliz ;) Falaram que assusta as pessoas, bem o i3 é para mim! Para as pessoas eu vejo se elas curtem mais kde, gnome, xfce, até cinamon (que acho ruim).

  5. O nemo é mais direto no caso do ‘ftp server’, nesse caso Gooooooolllll do nemo :-) contra o dolphin…

    para vcs do kde tudo do kde é mais do que os outros… kkk. Hj teve uma discussão sobre isso até em outra postagem do  ns amigo  da Noruega. Nem todo mundo acha o kde o máximo, tem pessoa e pessoa, tem geek e geek rss…

  6. acho q vc não prestou atenção,
    na lista o kde foi o ultimo a ser ‘baixado’ e usado,
    tenho 4 hj em dia (experimentando)….

    Mas foi isso que eu falei. Quando você tem vários ambientes desktop juntos, eles podem apresentar conflitos. Veja bem, GNOME e Cinnamon são baseados na biblioteca GTK (na verdade o Cinnamon é basicamente o GNOME com um menu elaborado). O Plasma usa Qt. Mas ainda assim você consegue ver todos os aplicativos de todos os ambientes.

    E você não precisa de servidor FTP no Android. Instale o KDE Connect no computador e no Android e seja feliz.  ;-)

  7. acho q vc não prestou atenção,
    na lista o kde foi o ultimo a ser ‘baixado’ e usado,
    tenho 4 hj em dia (experimentando)….

    quem usa o cinnamon tem o nemo,
    e se , do nada, aparece o nemo  aberto dentro do kde, algo aconteceu evidentemente, e começou a dar problema….

    o dolphin se basta?
    beh, por ex, para usar o ‘ftp server’ app do android, com o nemo fica bem mais fácil, com o dolphin tem que fazer algumas passagens a mais e um pouco mais complicadinhas  ….

    não, então, o dolphin nem para tudo é melhor..ainda mais se vc  não ‘manjia’ tudo.

  8. o problema do Nemo é que quando abre leva consigo  o cinnamon, praticamente vai tendo um cinnamon dentro do kde …argh, e isso  da problema…

    de qualquer maneira é só entrar no "Sessão do desktop" em ‘configurações do sistema’ e mudar para ‘iniciar com uma sessão vazia’ e depois , querendo, na prox vez, recolocar ‘restaurar a sessão anterior’, e tudo volta ao normal ;-)

  9. na verdade parece mais um problema de convivência  do kde com outros "desktop environment", não era o dolphin, mas o ‘nemo’  :-O ,
    depois que me dei conta …. abrindo na inicialização o nemo , sempre  e sempre , na pasta pessoal…
    coisa esquisita, nunca tinha visto um desktop environment, ter problema de convivência até hoje, se bem que tem um 4 o 5 anos que faço isso, antigamente usava apenas  um direto no sistema ( kde e depois o gnome ). Comecei a ter mais de um  quando comecei a usar o xfce ( geralmente xfce mais o mate).
    Hoje em dia , depois de experimentar com  um laptop novinho, tenho xfce- mate – cinnamon (primeira vez isso) e por ultimo o kde,
    estou com 4 (pela primeira vez na minha vida), mas estou vendo algum problema, todos abrem normalmente, mas o kde está com ciúme parece, e do cinnamon, visto que nemo é o padrão dele.

  10. :blush:  hehehehehe Obrigado.

    Eu acho que é importante poder compartilhar o que sabemos. O mundo seria mais bacana se todo mundo fizesse isso.  ;-)   Infelizmente tenho tido pouco tempo pra me dedicar a participação aqui e na produção de documentação também. Estou cheio de ideias aqui e não consigo levar pra frente. Vamos ver se com o fim desse mestrado a coisa anda.

  11. Vc é um cara super legal Fred, sempre disponível e com paciência para responder e ajudar… vc poderia ser um ótimo pai e também ótimo prof ;-)

  12. Pelo que eu vi aqui, @Jim  Lamentino , experimente encerrar a sua sessão no Plasma, ir para o console (pressionando Ctrl+Alt+F1), autenticar na sua conta e remover o arquivo .config/ksmserverrc. Feito isso, saia dessa sessão, volte para o ambiente gráfico (Ctrl+Alt+F7) e entre novamente no Plasma pra ver se o problema está resolvido. Esse procedimento tem que ser feito fora do Plasma porque ele salva as configurações quando você encerra a sessão. Por isso, qualquer coisa que você alterar via linha de comando é suplantada por esse salvamento.

  13. Você fecha essa janela? Pergunto isso porque o Plasma preserva as aplicações que estavam abertas quando se encerra a sessão. Se não for esse o caso, passei por algo parecido antes, em que as alterações que eu fazia nas configurações da tela não eram salvas ao final da sessão e ela sempre voltava com as configurações velhas. Isso também pode ser provocado quando dá algum problema no fechamento da sessão, pois o Plasma só salva as alterações quando ele encerra a sessão corretamente.

    Eu não sei te dizer exatamente em qual arquivo o Plasma guarda as configurações do que estava aberta na hora do fechamento, mas posso dar uma olhada aqui. Ou você pode se divertir aí também. Os arquivos de configuração ficam dentro de .config, no seu home, ou então dentro de .local/share/plasma.

  14. Vamos por partes. Quando você fala "abre logo minha pasta pessoal", você quer dizer que ele está abrindo o Dolphin na sua pasta pessoal? Ou ele está exibindo os componentes da sua pasta pessoal no fundo da tela?

  15. quem que explica pq do nada agora no plasma, qdo inicializo o plasma, abre logo minha pasta pessoal, sem motivo nenhum…antes não acontecia, mas agora sempre abre minha pasta pessoal na tela :-O

    tentei ver todas as configurações mas não vi nada para bloquear essa coisa….
    fica realmente chato!

    ps: eu sei que aconteceram umas atualizações no kde nos últimos tempos então deve ter começado  exatamente com isso….

  16. não me levem a mal, o KDE e também o Gnome são super poderosos, com todas  as ferramentas feitas  para  se encaixar perfeitamente etc… mas em relação a personalização do desktop hoje o Xfce é impressionante,da para transformar completamente o "bicho" e , claro , considerem que trabalha em qualquer maquina (também mais fraca e velha) enquanto os outros 2 são mais "pesados", e com mais efeitos obviamente, mas o Xfce mudou de uma maneira incrível nos últimos anos, e pode personaliza-lo quase de maneira infinita, acredito que seja por isso que muitas distros começaram a usa-lo e considera-lo nesses anos.

  17. antes do meu computador  pifar vc precisava ver em que nível estava o meu XFCE no debian, super personalizado, com um monte de coisas legais, e isso sem precisar baixar coisa pra ca e pra la…como fazia antigamente no KDE exatamente :-)

  18. no kde  não da mais para regular nem a transparência da barra … antigamente não precisava baixar um tema para ter  uma meia transparência … era só mexer normalmente…mesma coisa para mudar a outra coisa q vc falou.

    No xfce consigo fazer um monte de coisas hj por ex…
    é isso que entendo quando uma pessoas fica focado apenas  em 1, começa a perder as coisas…

  19. na verdade é justamente o que estou sentindo falta comparando com anos atrás…olha só como pensamos diferente

    Nem tanto.  ;-)

    Algumas coisas eram mais flexíveis antes sim, mas considerando o universo de ambientes gráficos, o Plasma ainda é o que mais permite personalizações. Além disso, nem teve tanta perda assim. Basicamente só a opção de áreas virtuais terem widgets diferentes. Mas isso pode ser obtido com as Atividades, como falei antes. Então, no final das contas, está basicamente elas por elas.  :-)

  20. Pode sim, mas é pra mim ;)

    Para os outros vai muito de usuário para usuário. Já vi gente se dar muito bem com gnome shell e com kde.

    Mas para computadores modestos vai de xfce (que nunca saiu do beta hhehehe) ou lxde (mais estável)

  21. – ….i3wm

    ahahah… isso serve para assustar e não para aproximar pessoas a usar linux. um kde, um xfce bem configurado, podem brilhar aos olhos da família inteira e não apenas aos olhos de um hacker ;-)

  22. O Plasma tem me feito muito feliz. Gosto do estilo dele, gosto das flexibilidades de configuração… Enfim, me agrada. E como a maioria dos programas que eu gosto de utilizar utilizam o plasma-framework ou são feitos em Qt, tudo encaixa bem.  :-)

  23. na verdade gostava mais do kde de antigamente  ..tipo 6 anos atrás … agora é outra interface, outra coisa, e o gnome também deixei de gostar pq mudou para pior, por isso que comecei a usar o mate, mas o mate nesse ano começou a ter problemas  no desenvolvimento, com o xfce tenho probleminhas talvez mais por causa do próprio notebook, as coisas mudaram muito  e eu que sou bastante velho usuário do linux acho que virou uma meia melecada infelizmente, não consigo mais encontrar uma interface que me agrade como acontecia  anos atrás, cada uma das int. tem algo que não me agrada e pior… ahi ahi ahi.

  24. Na verdade existem duas informações aí. O que acontece é que algumas aplicações do Plasma utilizam o framework 4 e outras o framwork 5.

    Quando você roda o comando kde4-config, você está listando aplicações do framework 4. Por isso a diferença de versões.  :-)

  25. kde4-config –version
    Qt: 4.8.7
    KDE Development Platform: 4.14.23
    kde4-config: 1.0

    enquanto com o kinfocenter

    kde plasma version 5.6.5
    kde frameworks 5.25.0
    qt 5.6.1

    ahi ahi… quem tem razão o terminal (shell) ou o infocenter ? :-) ps: por ex. o Qt com versão diferente…

  26. Essas versões esquisitas que aparecem no dpkg nem sempre correspondem à versão de verdade do software (acredito que seja algum versionamento interno, ou informação de release/compilação). Inclusive nem existe versão 5:91 do Plasma.  ;-)

    E o KDevelop ainda usa o framework 4. Não foi migrado pro 5 ainda, nessa versão da Debian. A migração dele é bem recente.

  27. Eu também tenho dificuldades de entender a fundo o conceito de atividades. Eu as trato como se fossem uma "área virtual vitaminada".  :-)

    E se está na testing (e a mantém atualizada) então sua versão é a 5.7.0.  ;-)

  28. deixar a barra (painel) transparente ou quase transparente

    Isso depende do tema que você está usando e também da renderização da tela. Qual versão do Plasma você está usando?

    e também escolher fotos (papel de parede) diferentes para diferentes áreas de trabalho ( uso 4)

    Ah, pois é. O lance é que eles unificaram as áreas de trabalho. Com isso não é mais possível ter widgets diferentes entre elas. Pra fazer isso agora você precisa criar diferentes Atividades, que é um conceito similar às áreas de trabalho, mas com algumas diferenças significativas. Entre elas, essa.

  29. uma coisa que não consigo fazer mais no kde:

    deixar a barra (painel) transparente ou quase transparente

    e também escolher fotos (papel de parede) diferentes para diferentes áreas de trabalho ( uso 4)

  30. Eu já usei praticamente todas: IceWM, WindowMaker, BlackBox, FluxBox, Englightment, Cinnamon, Mate, XFCE, LXDE, GNOME… (talvez tenha esquecido de alguma). Mas acabava sempre voltando para o Plasma (vulgo KDE). Resolvi então assumir o meu amor e desde então uso somente ele. Especialmente porque tenho uma relação muito boa com a comunidade KDE brasileira.  :-)

  31. foi o primeiro que usei e por muitos anos…. depois mudaram umas coisas, no entanto o gnome melhorou e usei ele por um tempo, ai o gnome também mudou e comecei a usar outros… hoje uso mate e xfce a maioria do tempo.

    …foi bom eu ter deixado de ‘namorar’ apenas um, só assim para ver e conhecer melhor os outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.