A Suécia e a igualdade de gêneros

Com a invenção de novos termos linguísticos, mulheres flertando ativamente (sem nenhum estranhamento por parte dos homens) e uma escola que procura não criar/alimentar estereótipos de gêneros entre seus alunos, essa publicação no Escreva Lola Escreva descreve como a Suécia mostra que é possível uma igualdade de gêneros sem estresse e sem justificativas biológicas.

E, de quebra, eles ainda têm aurora boreal… Eu preciso mudar pra lá!  🙂

Quote for the day

q4td
“The twentieth century has been characterized by three developments of great political importance: the growth of democracy, the growth of corporate power, and the growth of corporate propaganda as a means of protecting corporate power against democracy.”

— Alex Carey

Image/photo

Alternativas livres para softwares das nuvens

Eu já abri mão de praticamente todos os serviços da Google há algum tempo, por uma série de motivos, entre eles a privacidade. Na verdade, sempre que possível, tento não me associar a serviços proprietários, especialmente aqueles nos quais não tenho controle sobre meus dados. E é interessante perceber que existem hoje várias alternativas livres a diversos serviços por aí na rede. Aí um conhecido me pediu para publicar algo sobre o assunto e resolvi então fazer a listagem abaixo.

Reparem que existem muitas outras alternativas além das que eu cito. As listadas abaixo são exclusivamente as que eu uso, pessoalmente ou no grupo Software Livre Educacional. Resolvi restringir a minha listagem porque sinto-me à vontade para indicar todos os softwares abaixo por experiência própria. É bom lembrar que estou citando softwares que estão instalados em uma hospedagem própria. Isso pode assustar as pessoas a princípio, mas hoje em dia está cada vez mais barato (e fácil) manter uma estrutura assim. E eu posso garantir que vale a pena ter seu próprio endereço web. Para uma listagem mais completa de alternativas, tem essa lista aqui, feita pelo projeto Debian.

Webmail: Roundcube – é um webmail muito versátil e com recursos interessantes, entre eles o de agrupar as mensagens pelo assunto (as chamadas threads, que o GMail chama de “conversas”). Como ele é o webmail padrão da Dreamhost (a hospedagem que eu uso atualmente), nem tive que me preocupar em instalar nada para uso próprio. Alternativa: SquirrelMail – outro excelente webmail, com uma cara simples, mas bastante recursos sob o capô. Infelizmente a versão instalada na Dreamhost é muito “capada”, por isso optei pelo Roundcube.

Sítio pessoal: WordPress – depois de muitos anos usando o Drupal, resolvi optar pelo WordPress pra manter a teia. Não que eu tenha alguma coisa contra o Drupal, muito pelo contrário (tanto é que o mantenho ainda no sítio do Software Livre Educacional), mas resolvi experimentar o WordPress porque estava procurando algo mais simples de gerenciar (eu adoro o painel de controle dele, que me permite uma visão geral do sítio). O legal do WordPress é que eles mantém um serviço de hospedagem gratuito, pra quem não tem hospedagem própria. Portanto, quando você ficar tentado a abrir um blog no Blogger, repense e abra no wordpress.com. Você não vai se arrepender. E se o seu blog já está lá no Blogger, não tem problema. O WordPress tem uma ferramenta interna que importa tudo do serviço da Google.

Agregador de publicações: Tiny Tiny RSS – quem é viciado no Google Reader não precisa se preocupar. O Tiny Tiny RSS tem um nome modesto, mas de “tiny” ele não tem nada. Esse agregador de publicações possui vários recursos e opções de configurações, entre eles: interface com vários elementos AJAX, que a tornam muito intuitiva e agradável de se usar; criação de filtros para pré-processamento dos artigos; definição de etiquetas; conexão com outras instâncias do Tiny Tiny RSS para compartilhamento de links populares e opção de se criar uma fonte RSS pública, onde são publicados os artigos que você definir. Ah, e de quebra ainda tem um cliente para Android, pra facilitar o acesso a ele. É uma farra.

Marcadores (Favoritos) públicos: aqui temos duas opções bem distintas: sabros.us e SemanticScuttle. O primeiro eu uso na minha coleção pessoal de links, lá na Biosfera. O segundo é usado lá na Bússola Educacional, coleção de links educacionais do Software Livre Educacional. O sabros.us é um serviço individual, ou seja, só é possível ter um usuário. Já o SemanticScuttle permite a inclusão de vários usuários que, colaborativamente, montam uma grande coleção de links (mas nada impede que esse software seja usado somente por uma pessoa).

Microblog: StatusNet – o identi.ca é um serviço de microblogagem cheio de recursos e uma alternativa interessante ao famoso Twitter. E o bacana é que ele funciona sobre uma plataforma livre chamada StatusNet, que pode ser instalada por qualquer pessoa. Mais interessante ainda é que as instâncias do StatusNet “conversam” entre si, usando um padrão de interoperabilidade de redes chamado “federação“. Ou seja, você pode instalar uma rede pessoal e acompanhar pessoas de qualquer outra rede com StatusNet no mundo.

Rede social: toda essa discussão sobre a Google acabou eclipsando uma ainda mais séria que é a invasão de privacidade das redes sociais, em particular o Facebook. E a boa notícia é que temos alternativas bem robustas de softwares livres para redes sociais. Seguindo a lógica de um ambiente centralizado com várias contas temos uma iniciativa brasileira, que é o Noosfero, o software que mantém, entre várias outras, a rede da Associação Software Livre, e o Elgg, usado há bastante tempo pela USP em sua rede Stoa. Temos também uma outra linha, de redes individuais que conversam entre si por federação (no mesmo estilo do software StatusNet). Nessa linha existe a atualmente badalada (e eternamente em desenvolvimento alfa) Diaspora* e a (muito melhor estruturada) friendica. Atualmente eu mantenho meu perfil social em uma instância da friendica, acessível nesse link. A rede social do grupo Software Livre Educacional também usa esse software e pode ser acessada aqui. E eu escrevi um pouco sobre a friendica aqui.

Galeria de imagens: Gallery – eu adoro fotografia e o Gallery é um software perfeito para montar álbuns tanto de fotos informais quanto profissionais. Ele possui diversos recursos que podem ser ativados sob demanda. Assim, você pode montar desde um álbum simples de fotos até uma estrutura complexa, com vários usuários, diferentes “portas” de entrada, diversos níveis de acesso e até mesmo recursos comerciais. É lá que eu mantenho a Galeria da teia (que, por sinal, eu pretendo dar mais atenção esse ano).

Comunicador instantâneo: apesar da quase onipresença do MSN Messenger e do Google Talk, existe uma alternativa livre também para o bate-papo eletrônico individual: é a rede Jabber. Ela é baseada no protocolo XMPP, o mesmo utilizado pelo Google Talk. Isso permite que essas duas redes sejam interconectáveis. Ou seja, usuários de uma rede Jabber podem conversar com outros da rede Google Talk. A rede Jabber também tem um caráter distribuído. Assim, qualquer um pode ter um servidor próprio e conversar com pessoas de qualquer outro servidor. Eu já fiz alguns testes (bem satisfatórios) de montagem de um servidor Jabber usando o software ejabberd. Mas hoje, para me poupar do trabalho, mantenho minha conta principal na (excelente!) rede Jabber-BR.

Bom, como eu disse no início, esses são os softwares que eu uso. A ideia aqui era passar um breve panorama das alternativas existentes a diversos serviços web. Entretanto, existe todo um conjunto de alternativas que podem atender melhor a determinadas demandas (mais uma vez, vale a pena visitar a lista mantida pelo projeto Debian, citada no alto desse artigo). E vocês, utilizam algum serviço/software livre na web?

Atualização em 02/03/12: Esqueci de comentar no texto acima que é possível fazer pesquisas na Internet sem ser rastreado pela Google. O startpage utiliza a própria base da Google, mas sem os cookies de rastreio dela, nem registro de IP (mais detalhes da política de privacidade deles aqui). Tem também o Duck Duck Go, que é ainda mais completo, pois a busca deles é independente. Eles afirmam ser muito preocupados com a privacidade individual. Ambos tem opção de serem acrescentados às buscas do Firefox/Iceweasel. Tenho usado os dois há algum tempo e os resultados são bem satisfatórios.