Belo Horizonte… Belos horizontes, para a KDE, no LaKademy 2017

Publicando um pouco atrasado, mas não podia deixar de comentar como foi a experiência de participar de mais um LaKademy, especialmente por ter sido aqui em BH. Não sabe o que é o LaKademy? Dá uma olhada nessa publicação que eu fiz por conta do início das atividades.

Bom, se antes estava na expectativa de como seria o evento, nesse momento eu só tenho satisfação. Foram quatro dias de trabalho intenso, mas que valeram a pena. O evento foi muito produtivo e tudo funcionou dentro do esperado.

Um feriado prolongado inteiro trabalhando, enfurnado em uma sala do CEFET… E sem ganhar nada por isso… É assim que o software livre funciona, meu amigo. Ou você acha que ele dá em árvore? ;-)

Como na edição anterior, foquei na parte de tradução e de promo. E nesse ano demos um salto importante em ambas as áreas. Em relação à tradução, desde o ano passado estávamos com a ideia de adotarmos o Vocabulário Padrão (VP) como referência para nossas traduções, bem como migrar sua página para dentro da infra da KDE. E acabamos decidindo migrá-lo para o Drupal, que é o CMS utilizado pela KDE para a hospedagem das suas páginas. Mas tínhamos um desafio que era o de transportar todos os vocábulos já cadastrados no VP para o Drupal, caso contrário teríamos que digitar tudo novamente. Pra se ter uma ideia do tamanho desse problema, são mais de 15.600 (!!!) vocábulos atualmente… Mas depois de muito bater cabeça com testes de módulos para o Drupal (e uma atenção primorosa da equipe técnica responsável por esse CMS na KDE), conseguimos finalmente colocar o VP no ar. Ainda estou trabalhando em alguns detalhes relativos à sua visualização e formas de interação, mas o resultado atual já pode ser visto aqui.

Tela do sítio do KDE Brasil exibindo um trecho do Vocabulário Padrão

O novo Vocabulário Padrão em seu estágio inicial de configuração.

E aproveitando que estávamos mexendo nos módulos para colocar o VP no ar, resolvi dar uma geral na parte digital da KDE Brasil. Em primeiro lugar, junto com o Filipe Saraiva, reativamos o agregador de blogs da nossa comunidade. Antigamente esse agregador funcionava à parte em um Planet, mas ele foi desativado. E uma vez que era a partir dele que as mídias sociais da KDE Brasil era alimentadas, isso virou um problema. Com isso, resolvemos reativar o agregador, mas, dessa vez, também dentro do Drupal da KDE Brasil. E agora isso também está funcionando. Dessa forma, é possível acompanhar, em um único lugar, toda a publicação em português de quem contribui com a KDE.

Em segundo lugar, resolvemos pensar o sítio web como um todo. Pra isso estou trabalhando na reestruturação dos menus e estamos produzindo novos conteúdos e adequando os antigos para essa nova estrutura. Então, em breve (eu espero) o nosso sítio terá novas informações e uma nova estrutura. E com a entrada da Ângela Cunha, que trabalha com design, e do Farid Abdelnour, que está envolvido diretamente no desenvolvimento do Kdenlive, e também tem experiência com a parte gráfica, quem sabe não temos também uma alteração mais significativa em nosso visual?  ;-)

Por fim, trabalhei junto à Aracele, Bianca e Camila na revisão tradução para o inglês do sítio do LaKademy. Agora só falta conseguirmos uma alma caridosa pra fazer a tradução pro espanhol.  :-)

Foram tiradas muitas fotos ao longo do evento. Então, quem quiser ter uma ideia de como funcionavam nossos trabalhos, é só acessar a galeria de fotos do LaKademy 2017 no Flickr. Rolou até um GIF animado amador…  ;-)

GIF animado com os participantes do LaKademy 2017

E claro que também tivemos a tradicional foto oficial do evento:

Foto com os participantes do LaKademy

Olha o povo bacana da KDE aí!

Agora é nos prepararmos pra trabalhar bastante, implementando tudo o que foi planejado. E já pensarmos no próximo LaKademy!

Como instalar a versão desktop do Telegram no GNU/Linux

Algumas pessoas que eu conheço usam o cliente do Telegram no GNU/Linux, mas sempre surge alguma dúvida de como instalá-lo. Apresento aqui uma descrição de como eu faço na Debian, de uma forma que não precisa de senha de root nem sudo.

Dessa forma é possível utilizá-lo em qualquer computador.

  • Crie um diretório bin no seu diretório home:

mkdir ~/bin

  • Verifique se existem as linhas abaixo no arquivo .profile que está dentro do seu home (normalmente elas vẽm por padrão em instalações Debian). Caso elas não estejam lá, acrescente-as.
    if [ -d "$HOME/bin" ] ; then
    PATH="$HOME/bin:$PATH"
    fi
  • Baixe a versão mais recente do Telegram a partir dessa página: https://desktop.telegram.org/ . Para esse exemplo, vamos salvar o arquivo no diretório /tmp. Você também pode já abri-lo diretamente com o programa de descompactação, caso queira.
  • Descompacte-a no diretório ~/bin criado anteriormente. Ele vai criar um diretório Telegram lá. Utilizando a instrução anterior como exemplo, o arquivo estará salvo no diretório /tmp e pode ser descompactado com a sequência de comandos abaixo (pode ser que o nome do arquivo seja diferente quando você fizer o download):
    cd ~/bin
    tar xvf /tmp/tsetup.1.0.29.tar.xz
  • Ainda no diretório ~/bin, crie o link simbólico para o executável do Telegram:
    ln -s Telegram/Telegram telegram
  • E pronto. Agora você já pode digitar telegram, no gerenciador de arquivos, no terminal ou no lançador de aplicações (acessível pelo Alt-F2) para abrir o programa. Ou pode criar um atalho para ele.

LaKademy 2017 começando!

Logo LaKademyE vamos lá pra mais um LaKademy (meu segundo)! E dessa vez tive o prazer de conseguir trabalhar na organização para trazê-lo para a minha cidade, Belo Horizonte. \o/ Pra quem não tem ideia do que seja o LaKademy, temos um sítio web (ainda em fase de finalização). E uma publicação com mais detalhamentos sobre o evento desse ano no sítio do KDE-BR.

Banner do LaKademyEstamos aqui no Campus I do CEFET-MG para mais um encontro de muito trabalho, mas também muito prazer, Novamente estarei trabalhando na parte de tradução e promoção e vou tentar puxar alguma coisa de ambiente desktop aqui. Vamos ver no que dá.

Infelizmente o primeiro dia do evento coincidiu com o dia da greve geral, o que nos deixou incomodados. Mas a logística pra trazer pessoas de vários lugares do Brasil e as limitações orçamentárias tornariam inviáveis qualquer alteração na programação do evento, que já estava planejado desde o final do ano passado. Mas estamos aqui com nossos adesivos e nossa solidariedade ao movimento!

E vamos que vamos!

Como instalar o programa para declaração de imposto de renda no GNU/Linux, usando OpenJDK

Se você, como eu, usa o OpenJDK ao invés do Java da Oracle, então teve problema na hora de instalar a versão 2017 do programa de declaração de Imposto de Renda disponível para o GNU/Linux (LINUX (BIN 32 BITS) ou LINUX (BIN 64 BITS), dependendo da arquitetura do seu sistema). O problema ocorre porque, no momento da instalação, o programa procura, exclusivamente, pelo Java da Oracle, mesmo o programa funcionando perfeitamente bem com o OpenJDK (que bola fora, hein, Receita Federal?).

Mas é relativamente simples resolver o problema. Basta baixar a versão SOLARIS/ OUTROS (jar) do instalador, disponível na mesma página de download. Após baixar o arquivo, execute-o com o comando:

java -jar IRPF2017v1.1.jar

Ao final dos procedimentos, o programa estará instalado. Entretanto, ele não instala as entradas no menu do sistema. Por isso, você tem que abri-lo indo até o diretório de instalação (por padrão ~/ProgramasRFB/IRPF2017) e digitando o comando:

java -jar irpf.jar

(ou você pode adicioná-lo manualmente ao menu também).  ;-)

Mais uma edição da Mostra Animal em BH

Teremos em Belo Horizonte, pelo segundo ano a edição itinerante da Mostra Internacional de Cinema pelos Animais. Trata-se da exibição de filmes com temáticas ligadas aos direitos animais e relações entre animais humanos e não-humanos. A do ano passado foi show e a desse ano também promete. Será um fim de semana (8 e 9 de outubro) de programação, começando às 17h e encerrando por volta das 22h. Todas as exibições são gratuitas e sempre rola um bate-papo de encerramento em cada dia (além de maravilhosos lanches veg(etari)anos. Vale a pena demais!

Abaixo o link para o sítio oficial, com a programação completa.

#^Mostra Internacional de Cinema pelos Animais

Image/photo

A Mostra Animal traz aos amantes da sétima arte as diversas faces da relação entre humanos e não-humanos em todos os seus aspectos, sejam eles de cooperação ou de exploração, bem como os impactos socioambientais que essa interação pode trazer.

20 anos do KDE com dois presentes maravilhosos

O projeto KDE faz 20 anos no dia 14 de outubro. E como parte das comemorações, foi produzido um livro digital (de distribuição gratuita) e uma bela linha do tempo (criada pela genial Aracele Torres).

Mais informações sobre o livro no blog do KDE-Brasil.

Lançado o livro “20 Years of KDE”! | KDE Brasil

Image/photo

SEP 5 2016 Enviado por camilaraw Para todos os gearheads desse mundo, a ocasião do Aniversário de 20 anos KDE traz consigo a tradicional, mas ainda não convencional, fatia do nosso bolo virtual –  nosso novo livro chamado “’20 Years of KDE: Past, Present and Future” (20 Anos de KDE: Passado, Presente e Futuro) vem como a cereja do bolo.Com …

Download gratuito do e-book "Por que gritamos golpe?"

Povo, até a meia-noite de domingo (04/09/16) está liberado o download gratuito do e-book "Por que gritamos golpe?" que reúne um conjunto de ensaios descrevendo esse momento tão triste da história do nosso país.

Abaixo os links para download em todas as livrarias onde ele está disponível:

– Amazon — #^http://bit.ly/golpeamazon
– Kobo — #^http://bit.ly/golpekobo
– Google Play — #^http://bit.ly/golpegplay
– Livraria Cultura — #^http://bit.ly/golpeelc
– Livraria Saraiva — #^http://bit.ly/golpeesaraiva
– Livraria da Folha — #^http://bit.ly/2cfcu2g
– Livraria da Travessa — #^http://bit.ly/2cfbfQu

Do primeiro LaKademy a gente nunca se esquece…

Logo do LaKademy 2016Nesse ano eu tive o prazer e a honra de ser convidado para participar do meu primeiro LaKademy. Pra quem não conhece, essa é a conferência de usuários e colaboradores do KDE na América Latina. O evento desse ano aconteceu no Rio de Janeiro, nas dependências da UNIRIO, que fica no belíssimo bairro da Urca, bem aos pés do bondinho do Pão de Açúcar. Pois é… E nem foi dessa vez que eu realizei meu desejo de andar nele…

Como (ainda) não tenho cacife pra ser desenvolvedor, participei em duas frentes no evento: tradução e promoção. Em relação ao primeiro tema, eu, a Aracele Torres e a Camila Moura trabalhamos junto discutindo como poderíamos aprimorar o processo de tradução do KDE. Resolvemos partir de uma revisão de todas as traduções disponíveis atualmente, tanto das interfaces quanto da documentação. Isso se deveu ao fato de que várias aplicações contém trechos que foram traduzidos há muito tempo e nunca foram revisados, alguns, inclusive, anteriores ao último acordo ortográfico da língua portuguesa (de 2009). Outro objetivo dessa revisão é gerar uma memória de tradução atualizada e confiável, que será disponibilizada publicamente ao final do trabalho.

Ainda em relação a esse tema, discutimos a manutenção de um glossário de termos, com o objetivo de dar consistência às traduções. É comum, por exemplo, encontrarmos termos que são traduzidos de formas diferentes, às vezes dentro do próprio programa. Nesse ponto tivemos uma feliz surpresa. Após definirmos que usaríamos o Vocabulário Padrão (também conhecido como VP) como referência, descobrimos que o criador da versão atual é o Fernando Boaglio, coordenador da equipe de tradução do KDE para o Português do Brasil. Isso simplificou bastante o trabalho, pois conseguimos acesso ao termos atualmente vigentes no sítio do VP, bem como ao código-fonte da aplicação onde ele roda. Teremos como trabalho agora normatizar esses termos para que eles possam ser livremente utilizados e planejamos uma ferramenta web que seja capaz não só de permitir a consulta aos termos, como também baixá-los na forma de um glossário, que poderá ser utilizado no Lokalize para futuras traduções. E a bola desse desenvolvimento nós passamos para o Henrique Sant’Anna (quem mandou ele ficar perto da gente?) ;-)

Já em relação à promoção do KDE, tivemos uma manhã intensa de discussões sobre o que fazer para melhorar o envolvimento das pessoas com o projeto e a sua divulgação. Entre as várias propostas, um dos consensos foi o de termos uma participação mais ativa não só nos grande eventos, como o FISL e o Latinoware, mas também em pequenos eventos locais e no FLISoL. E teremos também nesse ano as comemorações do aniversário de 20 anos do KDE, com propostas de atividades especiais, entre elas a produção de um vídeo sobre o projeto. Ah, e já fechamos a cidade do LaKademy 2017: Belo Horizonte! Inclusive com um local definido (e já confirmado): será nas dependências do campus I  do CEFET-MG, no bairro Nova Suiça. O local já está confirmado, agora é trabalhar na organização do evento.  \o/

Bom, como comentário final, eu adorei o evento! Foram dias frenéticos em que chegávamos por volta das 9:30h e nunca saíamos antes das 20:00h. E o clima era tão bom que nem percebíamos as horas passando. Além disso, foi uma oportunidade ímpar não só de poder colaborar mais diretamente com as pessoas envolvidas no projeto, mas também de podermos planejar os futuros procedimentos de localização do KDE. Com isso, podemos tentar garantir consistência e qualidade nas traduções, o que me deixou bastante animado com a perspectiva. E claro, é sempre um prazer enorme reencontrar meus bons amigos e amigas do KDE, especialmente depois de tanto tempo longe.  ;-)   E que venha logo o LaKademy 2017, porque já estou com saudades do povo!!!

Foto oficial, porque todo evento bacana tem que ter uma ;-)

Foto oficial, porque todo evento bacana tem que ter uma ;-)